Complicar para descomplicar

70063103_420507095251804_838121683372998656_o (1)

A prática de ásana na tradição yoga tem vários objetivos e benefícios. Tonifica músculos, desintoxica o corpo, amplia a capacidade do sistema respiratório. Além disso, ajuda a exercitar a concentração, aliviar o estresse, a melhorar a qualidade do sono, entre outros tantos benefícios que não se restringem ao corpo físico.

De todo modo, a prática dos ásanas (posturas) não se faz sem a conexão com a respiração. É pela respiração que o praticante adquire foco, segurança, amplia seus limites e relaxa sua mente.

A evolução é individual, se dá ao longo dos anos, e sofre a interferência de vários fatores. Dedicação, compromisso, seriedade e assiduidade são variáveis que vão incidir diretamente no caminhar nessa prática. Sem contar o estilo de vida, hábitos alimentares, histórico de saúde, perfil corporal, entre outros. O importante é entender que o evoluir e o caminhar depende muito do praticante (estudante) e de seu envolvimento com a pratica (nesse caso da prática de ásanas – posturas).

A evolução implica não necessariamente na execução de ásanas (posturas) mais complexos. Por vezes, respirar concentradamente 30 vezes em uma postura simples pode ser tão desafiador quanto respirar 5 vezes em uma postura complexa. Mesmo assim, é esperado que com os anos o praticante vá recebendo e executando cada vez posturas desafiadoras e aparentemente impossíveis.

Certamente, a vida do praticante não mudará efetivamente se ele colocar ou não o pé atrás da cabeça. Tampouco, executar bem posturas de yoga não mede o grau de espiritualidade dos seus praticantes. Porém, executar um ásana complexo (postura complexa) é uma bela experiência e treinamento mental e físico. É aprender a complicar para descomplicar a vida.

É no desconforto de uma postura complexa, apreendendo a respirar no desconforto que a mágica acontece. Aprender a controlar a respiração mesmo quando não há espaço para respirar é criar espaços de conforto no desconforto. É aprender que é possível tranquilizar a mente mesmo quanto tudo à sua volta desmorona. É entender que enquanto há vida, há respirar e, enquanto há respiração, há chances de viver e ultrapassar qualquer dificuldade. Habituar-se a respirar nessas situações proporcionadas pelos ásanas (posturas) é construir novas capacidades de superação do desconforto. É elaborar novas memórias mentais, físicas e emocionais que transbordam em novas conexões neurais que podem ser acessadas em situações emocionalmente similares. É aprender a sobreviver quando o ar é rarefeito. É torna-se resistente e forte mesmo quando não há espaço para uma simples inspiração. É realizar que você, o real você, e sua potência criativa está para além das formas.

É nesse espaço de ar que aprendemos a encontrar durante o torce e contorce que a beleza e a magia dos ásanas residem!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: