Navaratri – Festival de devoção a Devi

20190930_105230-02

Foto: Lakshimi – 2019

O início do verão e o início do inverno são dois momentos importantes que sofrem influência do clima e da energia solar. Estes dois períodos são tidos como oportunidades sagradas de reverência à Mãe Divina. Os corpos e mentes sofrem consideráveis transformações devido as mudanças na natureza. Fato altamente considerado nas civilizações pré-modernas e que foram aniquiladas pelo pensamento moderno e pós-moderno estruturado sob princípios racionais positivistas.

Durga Puja é um dos maiores festivais Hindus no qual Deus, o Absoluto, a Consciência Universal são adorados na forma de Mãe. A tradição indiana conhecida pelos ocidentais como hinduísmo é uma das poucas tradições que considera e enfatiza o aspecto da energia feminina e materna de Deus. A energia materna é uma das maiores potências femininas. Importante destacar que a energia materna não está associada apenas a ser mãe biológica, mas sim a capacidade de amor incondicional, de acolhimento, de cuidado, de solidariedade que o feminino (shakti) revela em nós. Por isso, uma das variadas formas daquele (a) que não tem forma é o feminino representado pela força criadora conhecida também como mãe.

Durga representa a Mãe Divina. Ela é o aspecto energético feminino de Shiva. Sem Durga, Shiva não se manifesta. Sem Shiva, Durga não existe. Shiva é a alma de Durga e Durga é a alma de Shiva. Senhor Shiva é apenas a testemunha. Ele é imóvel, é absolutamente imutável. Ele não é afetado pelo jogo cósmico. Durga é a potência da criação, representa aquela força do fazer, do criar, do nascer, da vida.

Se a primavera é a representação do início de um novo ciclo da natureza, onde todos os seres se preparam para o brilhar do sol, onde a energia solar se manifesta em seu maior esplendor, onde as flores brotam e tudo mais florece, não é a toa que o festival dedicado a celebração de Durga coincida com esse momento do ano e durante a Lua Nova!

Nos três primeiros dias do Navaratri, ela é adorada como poder e força suprema, como Durga – A Terrível. Os rituais, invocações e mantras evocam Durga e sua força destruidora. A única capaz de destruir todas as impurezas, os vícios e defeitos. Ela luta para e aniquilar as características animalescas no aspirante espiritual, a natureza inferior e diabólica contida em nós. Assim como, ela é o poder supremo que protege nosso caminho espiritual de seus perigos e armadilhas internas e externas. Portanto, os três primeiros dias são marcados pela destruição das impurezas e marcam o esforço e luta necessários para erradicar as más tendências em sua mente e que impedem de realizar a consciência suprema.

O Navaratri deste ano iniciou no dia 29 de setembro e termina até o dia 08 de outubro. Durante esse período reserva um momento no seu dia para se conectar com os aspectos do feminino que residem em homens e mulheres. Mentalize positivamente a energia suprema de Shakti. Nesses três primeiros dias concentre-se no aspecto de Durga, aquela que protege todos os seus filhos de todo o mal (sobretudo, os seus lixos internos) e lhe conduz para o caminho da luz. Durga é a representação da força destruidora, é fiel e acolhedora. Assim como uma leoa, Durga é capaz de mover mundos e fundos, ir até as profundezas da escuridão para proteger e salvar seus queridos discípulos de todo o mal!

OM DUM DURGAYEI NAMAHA!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: